HP pede a fábricas chinesas que parem de ir as escolas procurar funcionários

Acredito que todos aqui saibam que a HP, assim como 99% das grandes empresas mundiais, utiliza mão de obra chinesa em seus produtos. Devido a mão de obra barata e incentivos do governo o país acaba sendo um excelente atrativo para baratear os custos dos produtos.

Porém isso tem um preço, um preço social. Normalmente os funcionários chineses são muito mal pagos, trabalhão mais horas do que deveriam e ainda possuem condições péssimas de trabalho.

Ultimamente tem havido muitos escândalos envolvendo o assunto e diversas empresas, como ocorreu com a Apple e Foxconn, inclusive também com a própria HP.  A HP tem andado realmente preocupada com o assunto, e enviou um comunicado a todas as suas fábricas para que parassem de procurar estudantes como funcionários.

É relativamente comum no período de férias da China que empresas lancem campanhas de emprego para contratar estudantes, visto que eles trabalham tanto quanto um funcionário comum, mas ganham muito menos e acabam tendo menos direitos também (isso quando não são menores de idade). O problema todo é que boa parte dos estudantes acaba nunca mais voltando para a escola e passa a trabalhar permanentemente na fábrica.

Através do comunicado, a HP pretende conscientizar as fábricas e também os estudantes, de modo que eles não aceitem nenhum tipo de emprego vindo deles, e que terminem os seus estudos.

Pode não ser uma solução para o problema da mão de obra na China, mas não deixa de ser uma iniciativa interessante.

 

Alan Motta Cardoso
Alan Motta Cardoso
Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games e tecnologia. Pode isso, Arnaldo?
Recommended Posts

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Leave a Comment