Programa de anatomia 3D criado no Brasil promete acabar com a morte de animais em sala de aula

Muitas pessoas, em algum momento da vida, passaram pela dilema de dissecar um animal de laboratório.  E é sempre uma experiência meio chata, né? Muita gente não liga, mas muitos se perguntam porque o bichinho tem que morrer só para o aluno aprender anatomia (ou não, dependendo do aluno, hehe).

Existem diversas alternativas, mas infelizmente quase sempre elas não são usadas. Foi pensando nisso que a empresa brasileira Biosphera desenvolveu um aplicativo 3D voltado para a anatomia de animais. Totalmente em português, o programa permite que o aluno realize uma dissecação virtual completa de cães e ratos.

A vantagem do programa é que é possível ver o funcionamento dos órgãos separadamente e de qualquer ângulo desejado, algo que dificilmente seria possível em uma dissecção na vida real. Além disso, ele possui todos os nomes e posicionamento das estruturas. É possível ver separadamente um grande número de sistemas, como muscular, nervoso, respiratório, reprodutor, venal e etc. Fora que a vida dos animais estudados é poupada, não é? XD

O programa foi criado voltado para alunos de ensino médio e principalmente alunos de veterinária. A Biosphera espera que o programa acabe de vez com a prática de dissecação de animais em instituições de ensio. O aplicativo já foi adotado por algumas instituições no país e a resposta foi muito positiva em todos os casos.

Por fim, os softwares tem preço bem acessível. “Introdução à Anatomia Humana 3D” e “Anatomia Canina 3D” custam 97 reais cada e “Anatomia Simplificada de Rato em 3D” sai por apenas 39 reais. A licença do programa da direito de instalação em até dois computadores. Eles são compatíveis com o Windows XP, Vista, 7 , 8 e Mac OSX.

E aí, o que vocês acharam? Os animais agradecem. :-)

 

 

 

Alan Motta Cardoso
Alan Motta Cardoso
Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games e tecnologia. Pode isso, Arnaldo?
Recommended Posts

Comentários

Loading Facebook Comments ...

Leave a Comment