40% das visualizações do YouTube vem de plataformas mobile

Não podemos negar que a popularização das plataformas mobile nunca esteve tão alta! Hoje em dia é possível comprar um tablet ou smartphone sem gastar muito e usufruir tudo o que as plataformas móveis podem oferecer.

Por exemplo, há 2 anos o tráfego mobile do YouTube era de apenar 6% das visualizações totais. Um levantamento feito esse ano apontou que no momento 40% dos acessos ao site são feitos a partir de tablets e celulares! Um aumento bem considerável.

Ok, mas e aí? O que isso significa? Bom, significa que os criadores de conteúdo deverão se adaptar a esse público (assim como o próprio YouTube). Estima-se que muito em breve o mobile passe os computadores e se torne o dominante. Isso afeta a experiência do usuário ao consumir vídeos e propagandas.

Então, é fundamental que o criador de conteúdo para o YouTube se preocupe com certos detalhes e que trabalhe com a realidade de que uma parcela significativa de seu público está o assistindo através de uma tela consideravelmente menor que a de um monitor (e muitas vezes com resolução menor também).

No caso do YouTube, ele teve que se adaptar (e ainda está se adaptando) aos novos números. Hoje em dia o YouTube já exibe propagandas para mobile, mas isso demorou um bocado para acontecer e afetou o dinheiro gerado pelo site e canais. Ainda falta ele aceitar um sistema de playlist e anotações, então, se você produz vídeos, vale a pena inserir os links que aparecem no player na descrição também. Ainda existe muita incompatibilidade com aparelhos, mas a Google está trabalhando pesado para trazer o site e vídeos ao maior número de usuários.

Então, se você é um criador de conteúdo, fique de olho. Vale a pena pensar um pouco mais em como o vídeo será feito e exibido para que ele atinja o maior número de pessoas. E se você é usuário, fique ligado nas novidades. Não duvido que um dia o YouTube mobile seja melhor que a versão de computadores. ;-)

Alan Motta Cardoso
Alan Motta Cardoso
Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games e tecnologia. Pode isso, Arnaldo?
Recommended Posts

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Comments
  • Lucas Pablo
    Lucas Pablo
    Responder

    40% das visualizações vem de mobiles e a Google não libera o Youtube pra Windows Phone…

Leave a Comment