Notebook lançado em 1989 já tinha SSD e bateria de 60 horas de duração!

 

 

Ok. Sei que muita gente sabe que nem tudo na informática é tão novo quanto se pensa. Muita coisa que é popular hoje em dia já existe há muitos anos. O primeiro mouse por exemplo surgiu em 1964 e demorou um bocado para se popularizar. Enfim, mas o que dizer de um notebook lançado comercialmente em 1989 que já tinha SSD e bateria de 60 horas de duração!? Pois é, ele existiu! Se trata do Psion MC 400.

O MC 400 foi tão revolucionário em sua época que a revista Times colocou ele como um dos 100 melhores e mais influentes gadgets desde 1923 até os tempos atuais, e também foi considerado como um dos cinco aparelhos mais à frente de seu tempo!

O Psion MC 400 foi o primeiro notebook do mundo a contar com touchpad. Sua mídia de armazenamento não era apenas um SSD (disco de estado sólido, um novo tipo de “HD” que não possuí partes móveis e é extremamente confiável e durável) e sim quatro! Ele possui quatro slots de uma mídia SSD proprietária da Psion que poderia ser removida e transportada quase como um disquete. Era possível comprar unidades de 128Kb até 8MB de espaço, um absurdo para época.

E não para por aí. Impressionantemente ele não possuía fonte. Sua alimentação era feita por oito pilhas AA que davam autonomia de impressionantes 60 horas! Seu processador é um Intel 80C86 de cerca de 4 MHz e ele tinha míseros 256 KB de memória (que na época era muito, hehe). Em termos de portas ele tinha os padrões da época, de um modo geral: Paralela, Mini-DIN e uma Psion Link Serial, uma porta proprietária precursora do USB.

A sua tela era de LCD monocromático com resolução de 640 x 400, semelhante a dos antigos Palms. Ela não tinha iluminação traseira, então era necessário estar em um lugar bem iluminado para enxergar tudo.  Ele já vinha com um pacote de aplicativos que continha o básico: agenda, editor de textos, calculadora, banco de dados, gerenciador de arquivos, terminal e processador de texto. O sistema operacional do MC 400 era bem simples, mas foi o precursor do Symbian. Muitos devem conhecer o sistema por ele foi um dos SOs a integrar os primeiros smartphones, principalmente pela Nokia.

Mas e então? Porque ele não se tornou um sucesso? Possivelmente seu preço salgado de 845 libras (cerca de 3200 reais, mas que convertendo para valores atuais passaria de 10 mil reais facilmente). Devido a isso, o Psion MC 400 vendeu pouco menos de 1000 unidades na época. Atribui-se o fracasso do notebook também ao fato de ter um sistema operacional próprio, utilizar mídias próprias e a falta de compatibilidade com outros produtos do mercado. Fora que na época era possível conseguir um computador que fazia as mesmas coisas por muito menos.

Uma pena. Pelo visto realmente o MC 400 estava muito a frente do seu tempo. Me pergunto como seria o mundo hoje em dia se o pequeno notebook tivesse feito sucesso…

E a título de curiosidade, atualmente a Psion ainda fabrica computadores e material eletrônico, mas não produz mais notebooks. Ela foi comprada recentemente pela Motorola para fazer parte de seu quadro de empresas.

 

Alan Motta Cardoso
Alan Motta Cardoso
Tem Mestrado em Biologia Marinha mas atualmente trabalha com games e tecnologia. Pode isso, Arnaldo?
Postagens Recomendadas
Showing 2 comments
  • Victor Silva
    Victor Silva
    Responder

    Todas a tecnologias “novas” já foram lanças a mais de 20/30 anos atrás, porém para nós é “novidade”.

  • Luiz Sousa
    Luiz Sousa
    Responder

    Guilherme Carvalho

Deixe um Comentário