Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

Peixe Urbano é notificado pelo Procon-SP – site saiu do ar e CEO sumiu

Peixe Urbano acumula reclamações. Site saiu do ar em janeiro e clientes não conseguem resgatar vouchers de desconto.

O Peixe Urbano, site de cupons de desconto, foi notificado pelo Procon-SP na última sexta-feira (7) para saber o telefone e e-mail do responsável pela empresa. As reclamações vêm se acumulando desde janeiro: o serviço saiu do ar, os clientes perderam acesso para resgatar as ofertas, os estabelecimentos parceiros não receberam os repasses e o CEO desapareceu.

Em nota, o Procon-SP diz que seu objetivo é “obter informações sobre o responsável pela empresa de serviços digitais, tais como telefone, endereço comercial e eletrônico, além de proposta para atendimento das queixas registradas por consumidores”. Os clientes reclamam na entidade, mas o Peixe Urbano não responde.

Se não houver resposta em 48 horas, o caso deve ser encaminhado para a equipe de fiscalização, e o Peixe Urbano pode entrar para a lista de lojas online a se evitar.

A questão é que ele já está fora do ar desde 28 de janeiro. Na época, a conta oficial no Twitter insistia que tudo se tratava apenas de uma “intermitência sistêmica”, e que o time de tecnologia estava trabalhando para corrigir o erro. Em 2 de fevereiro, ela parou de responder às reclamações de usuários.

O site nunca voltou ao ar, e o app também parou de funcionar, impedindo que os clientes acessem seus créditos e vouchers de desconto. Há mais de 2.400 queixas não respondidas no Reclame Aqui, que a rotulou a empresa como “não recomendada”.

O que aconteceu com o Peixe Urbano?

Segundo O Globo, o Peixe Urbano acabou: a empresa tinha pelo menos R$ 50 milhões em dívidas e ficou sem dinheiro até para pagar os servidores que hospedavam o site. Os escritórios em São Paulo e no Rio foram fechados, e a sede em Florianópolis se tornou alvo de ação de despejo.

Em janeiro, o CEO Nicolás Leonicio avisou aos funcionários que não tinha dinheiro para demiti-los pagando a rescisão. A empresa não pediu recuperação judicial porque não conseguiria pagar os advogados nem tinha o que dar em garantia.

De acordo com o jornal A Tarde, os funcionários restantes foram demitidos em março e não receberam os salários atrasados. Pior: o CEO deixou de responder até ao escritório de advocacia Bracks Advogados Associados, que representava a empresa no Ministério Público do Trabalho (MPT).

Os problemas vinham de longa data: o pagamento aos fornecedores e parceiros sofria atrasos desde 2019. A situação piorou em 2020, porque 95% dos cupons davam desconto em cinemas, viagens e restaurantes – todos paralisados por meses devido à pandemia. O Peixe Urbano tem dívida com mais de 12 mil estabelecimentos.

Advertisement. Scroll to continue reading.

É um final indigno para a empresa, criada em 2009 e famosa por liderar o mercado de compras coletivas no Brasil, seguindo o modelo da americana Groupon. Essa modalidade de descontos acabou se esgotando com o passar dos anos, fazendo o Peixe Urbano migrar para outros tipos de cupons.

A companhia foi vendida em 2014 para a chinesa Baidu, e revendida em 2017 para o fundo latino-americano Mountain Nazca.

FONTE: TECNOBLOG

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Destaque

Quase todo mundo que gosta de fuçar no celular já pensou ou fez pelo menos uma vez um jailbreak ou root. Seja para desbloquear...

Destaque

Acredito que a maioria as pessoas que estejam lendo esse texto já fizeram alguma compra pela internet. Com um mundo cada vez mais conectado,...

Notícias

Pesquisar na internet é a melhor maneira de fazer uma compra consciente! Utilize ela ao seu favor :)

Destaque

Amazon cria leitor de código de barras que adiciona ítens ao seu carrinho de compras, para utilizar com serviço que faz entrega no mesmo...

Advertisement

Em alta




Copyright © 2021 TECNOetc